Depois de tanto tempo, posso finalmente resenhar um livro. O último lido em 2014, aliás. A leitura não foi das melhores, tive que parar por conta da monografia, mas hoje conto para vocês. "Quatro amigos" é um romance no estilo road trip, onde conhecemos os rapazes que dão título ao livro e as aventuras que eles vivem ao rodar pela cidade de Madrid. Quem acompanha o blog sabe que eu acabei de me formar em Letras/Espanhol e amo a cultura hispânica. Então, quando vi esse livro em uma feira não pensei duas vezes, mesmo achando que eram quatro amigas, mulheres.





Título original: Cuatro amigos
Autor: David Trueba
Páginas: 285
Sinopse: Nesta segunda investida na seara do romance, David Trueba nos leva às lágrimas de tanto rir com as aventuras e desventuras de quatro amigos em suas andanças pelo interior da Espanha, no estilo de um verdadeiro on-the-road cheio de comicidade. Por trás dos encontros inesperados - com a ginasta do leste europeu traficada como escrava branca na Espanha e que não sabe uma só palavra de castelhano ou com a velha desbocada que vive sozinha num hotel construído especialmente para ela pelo antigo amante, ricaço de uma localidade perdida no interior, entre outros episódios muito humanos -, vai se revelando aos poucos a séria história de amor do personagem narrador, que irá se transfigurar, no fim do romance, no encontro mais tragicômico de todos. Um verdadeiro romance de formação.

Devo dizer que acompanhar o narrador "Só", Raul, Cláudio e Blas não foi fácil. Primeiro, porque esses amigos são completamente loucos, segundo pelo excesso de palavrões e quando digo excesso é porque são muitos mesmo e terceiro porque eles são homens na faixa dos vinte e poucos anos. Torci o nariz algumas vezes com as bebedeiras, o sexo em conjunto demorei para digerir e  as discussões. Tanto que quase abandonei a leitura. Mas David Trueba e sua narração em primeira pessoa, conseguem envolver e fazer refletir com alguns diálogos desses amigos, além de despertar a vontade de conhecer os lugares pelos quais os personagens passam. A obra é dividida em 3 partes: "Vinte mil léguas de viagem subnormal", "Só em lugar nenhum" e "É tão difícil viver sem você ou Milonga triste".

Encontrei algumas versões e adorei as capas!

Os quatro são completamente diferentes, e em um determinado momento chegamos a ter a descrição: Blas, o gordo com problemas com as mulheres, Raul, casado com Elena e pai de gêmeos que se vê preso pela rotina, Cláudio, o bonitão e Só, o solitário jornalista que tem problema com o pai. Esses amigos resolvem sair em busca de aventura em uma van com cheiro de queijo que óbvio, fica no meio do caminho. As "férias" para cada um deles tem um objetivo e um significado. Após perder a van. eles ficam presos em um hotel e conhecem a senhora Estrella, personagem icônica. Se metem em brigas, e até alugam uma limousine para chegar ao destino final, um casamento.
- O que você está levando ai? A casa inteira? - perguntei-lhe. - O imprescindível, nada além do imprescindível. - O imprescindível não pode ocupar tanto - assegurou Blas.
- Se soubéssemos aonde vamos - explicava-se Raúl -, podia ter escolhido entre roupa de  inverno ou verão... mas, claro, como vocês gostam de aventura.
Aos poucos, vamos conhecendo a personalidade dos amigos e fica claro que Só é um escritor nato, em uma fase complicada da vida: largou o jornal que trabalhava e recentemente recebeu o convite de casamento da ex, Bárbara, É no casamento de Bárbara aliás, que a história engata! Os amigos aconselham Só a comparecer e temos o clímax a história. Recortes da memória do personagem contrastando com o atual momento fizeram a leitura valer a pena e compensaram os palavrões. "Quatro amigos" portanto, é uma leitura que transmite cenas da realidade, a fuga da rotina, situações do cotidiano através de um humor singular. Apesar de ter quase desistido, digo que valeu a pena. Por trás dos destrambelhados amigos e da viagem, Só tenta afirmar que esqueceu Bárbara mas cada passo o aproxima dela.

Essa também combina com o livro, mas acho a versão que comprei mais bonita!
"O que você realmente gostaria de fazer na vida?", perguntaram-me uma vez numa entrevista de trabalho. Eu respondi: "Gostaria de entrar em um quarto com uma janela que ficasse rente á rua. Dessa janela me contentaria em olhar as pessoas que passam, observar o fragmento da sua vida que transcorre diante dos meus olhos e logo vê-lo desaparecer." Pela cara deles, soube que não era o funcionário que eles estavam procurando. (De escrito em guardanapo
O fim de uma fase da vida, bem como as frustrações que cada um carrega, fazem desse livro um marco da  exaltação da liberdade e dos prazeres. Um romance que se encarrega de demonstrar que tudo um dia acaba, seja a viagem, relacionamentos, juventude, um emprego e o amor. Recomendo a leitura, apesar da linguagem ter me feito quase desistir. Entendi, finalmente, que devemos relevar as besteiras ditas por personagens que estão escapando da realidade e da rotina. Tudo é válido, principalmente para esses quatro amigos.
E aí, conhecem a obra? Já ouviram falar?
Besos!




22 Comentarios

  1. O livro me lembrou um filme ahah mas as histórias são diferentes o filme se chama quatro amigas e um jeans viajante haha , gostei bastante da resenha acho que leria esse livro sim ><
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA são diferentes mesmo, acho que de igual só "quatro amigos (as)".
      Obrigada, Geo.

      Excluir
  2. Oiiii... ah q bacana, vc se formou em Letras/Espanhol... antigamente eu gostava de espanhol e até pensava em cursar mas acabei indo pro lado mais fácil que é o inglês rss
    Hj curso Letras/Inglês e nem o curso de espanhol eu consegui terminar =/ eu acho difícil, mas pra vc ver a loucura: eu gosto mais de catalão doq espanhol. Muita doidera rsss
    Mas enfim... sobre o livro, parece ser bem legal e envolvente, daqueles que qnd começa a ler não tem vontade de parar mais. Não sei se é pelo livro ser bom mesmo ou foi sua resenha q me deixou encantada ;)
    Bjo lindona

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, se Deus quiser vou pedir reingresso para Inglês e habilitar nas duas hahaha
      Ah, obrigada!!

      Excluir
  3. Adoro ler...esse livro parece ser super interessante, gosto de temas q nos fazem participar da história, imaginar como eles estão vivendo, cada detalhe..amooo ler só pra viver a história junto...

    ResponderExcluir
  4. "O imprescindível não pode ocupar tanto"??? Depende!
    O que é importante pra mim, pode não ser para vc.
    Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, por isso falei que o autor nos faz refletir com pequenos diálogos, através das discussões dos amigos.
      Beijos

      Excluir
  5. Humm gostei da resenha , apesar dos palavrões que você diz ter , acho que leria com certeza este livro pois a resenha do livro me deixou interessada .

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser bem louco mais bom ao mesmo tempo hehehe
    Super me interessei pra saber como termina!
    Adorei a sua resenha.

    Um Beijo Minha Flor!!
    Carol e Camila :*
    http://www.vamospapear.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que não comentei do final... é um pouco triste mas como disse "fecha" ciclos.
      Obrigada meninas.
      Beijos

      Excluir
  7. Confesso que não sou muito ligada a cultura espanhola, mas confesso que não curto livros com palavrões, porém gostei da resenha, muito boa :)
    Beijos
    http://www.olhameucacheado.com.br

    ResponderExcluir
  8. Um interessante deve mostrar costumes interessantes dos nativos da península ibérica que me interessa em alguns detalhes!Commaosdeseda
    Fanpage

    ResponderExcluir
  9. Ótima leitura, adoro quando a leitura me deixa pensativa, refletindo sobre não só da história, mas também na realidade... Parabéns pela escolha. Bjks www.emnovoestilo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Ótima resenha,conseguiu me prender! Ai como eu queria voltar a ter tempo de ler periodicamente... rs
    bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou tentando fazer isso! Rs
      Obrigada, beijinhos.

      Excluir
  11. O livro parece ser ótimo mesmo, apesar de não gostar muito de livros assim de viagens, pois são muito descritivos, adorei saber que ele tem um toque mais engraçado, apresentando as personagens que eles conhecem ao longo da viagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, tem muitos detalhes mas muitas reflexões do narrador também.
      Beijos

      Excluir