Hey leitores lindos! Quase 20 dias sem aparecer por aqui. O motivo, lógico, foi o fim de período. Mal tinha tempo para comer com tanta coisa da faculdade para fazer, mas deu tudo certo e meu projeto de monografia está encaminhado. Agora falta pouco. Obrigada ás fofas que visitaram mesmo sem atualizações e deixaram seus comentários. Assim que começou o recesso já dei início as maratonas de séries, lembram da lista? E foi assistindo exatamente a uma série, que ouvi a fábula do escorpião e do sapo que divido com vocês hoje:

Um escorpião aproximou-se de um sapo que estava na beira de um rio e lhe fez um pedido:

- Amigo sapo, você poderia me carregar até a outra margem deste rio tão largo?

O sapo respondeu: - Só se eu fosse louco! Você vai me picar e eu vou ficar paralizado e afundar.

Disse o escorpião: - Isso é ridículo! Se eu o picasse, ambos afundaríamos e nos afogaríamos.

Confiando na lógica do que disse o escorpião, o sapo concordou e levou o escorpião nas costas, nadando para atravessar o rio.

Quando chegaram no meio do rio, o escorpião cravou seu ferrão no sapo.

Atingido pelo veneno, e já começando a afundar, o sapo voltou-se para o escorpião e perguntou: - Por que você fez isto? Agora nós dois vamos morrer!

E o escorpião respondeu: "Por que sou um escorpião e esta é a minha natureza."

Quem já não viu escorpiões assim?

Não sei se me inspirei com os falecimentos dos imortais da cultura e literatura brasileira (que tristeza :/) mas o fato é que a fábula me chamou a atenção e comecei a refletir. Infelizmente existem pessoas assim, que agem como acham que tem que ser, julgando como certo a sua opinião, que usam outras pessoas (como o escorpião) e fazem com que deixemos de acreditar na gentileza, no amor ao próximo e na bondade. Pessoas que podem estar ao nosso redor no trabalho, na igreja e em outros contextos sociais. Ás vezes tentamos amenizar, dizendo que as pessoas que são assim sofreram com algo na vida, que algum trauma ou dor justifica seus atos. Porém, entre todas as desculpas o inegável é exatamente como vimos na fábula: há pessoas que têm sua própria natureza. Acredito que dê para ajudar alguém com essas características, mas também acredito que altruísmo em excesso faz mal para nós mesmos. Portanto blogueiras, se toparem com algum escorpião por ai, desconfie, tente ajudar, ignore, bata de frente mas acima de tudo, não seja como ele, não fuja você da sua natureza!
Beijos e até mais.





4 Comentarios

  1. Adorei a fabula. Que bom que você voltou ;)

    ResponderExcluir
  2. Assim como a natureza de uns são ser bons e prestativos, a natureza de outros é completamente oposta! Acredito que algumas pessoas se tornaram assim por convivência, ou talvez seja uma espécie de auto-defesa, mas a verdade é que muitos por aí já tem o veneno no sangue. Enfim, desculpe pela demora, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, auto-defesa também acredito muito! Fazer o que né?
      que nada, obg!!

      Excluir