Sabe...Lá No Fundo Ainda Dói!

By Luciana Souza - Maio Literário - 13:44

Dia 252.
São quase duas da manhã e eu permaneço acordado. Sozinho. Apenas olhando para a escuridão que se tornou o quarto, com medo de acender a luz e ter que me deparar comigo mesmo ao espelho. Minha mente está tão barulhenta que nem mesmo o silencio do lugar foi capaz de acalmá-la, o motivo de tudo isso? Você.

Hoje fazem exatos 252 dias que tudo se transformou em nada, que planos viraram pó e sonhos se transformaram em passado, eu sei que é muito tempo para se recordar isso mas o que fazer quando não se consegue esquecer? O que fazer com um coração cheio de angustia, de mágoa, de tristeza? O que fazer com essa dor que insiste em permanecer latejando, latejando, latejando...sem fim ou qualquer menção de desaparecer? Acredite ou não eu bem que gostaria de saber a respostas para todas essas perguntas, talvez eu estivesse dormindo nesse momento ao invés de fitar um teto escuro.

Sabe, posso ate imaginar o que iria me dizer se me visse assim, ao fechar os olhos posso ouvir sua voz ecoando pelo minha mente "não acredito que ainda não superou tudo" bem não sei se isso chega a ser um caso de superação, apenas me deixei afogar em mim.

Já sentiu como se estivesse se afogando? Mas não em lago ou rio qualquer, se afogando dentro de si, dentro de tudo aquilo que optou por guardar, já sentiu? Então me diga, como conseguiu se salvar. Há tempos venho fazendo de mim um tonel daqueles que se enche aos poucos de profundidade imensurável e de uma escuridão infinita, então um belo dia me perdi e me afoguei dentro de mim.

No trajeto me deparei com palavras que deveriam ter sido ditas mas que eu apenas optei por não proferi, jamais, afinal qualquer uma delas ia contra minha criação, ao que minha mãe sempre me ensinou. Me deparei com gritos mudos ecoando pela mente sem sessar, percebi o quão barulhento era meu interior enquanto minha boca permanecia fechada, a escuridão apenas foi tomando conta enquanto eu me deixava afundar. Amanhã sei que será um novo dia e que estarei sorrindo, mas você me conhece e nada mais faz sentido, no fundo menina...ainda dói.

  • Share:

You Might Also Like

10 Comentários

  1. Olá, tudo bem?
    Nossa esse texto foi feito pra mim. Me separei do meu ex semana passada e ainda não superei. Vivo a noite em claro relembrando nossos momentos e não acreditando que todas as coisas que fizemos e planejamos já não se vele mais nada. É um tristeza, mas tento seguir em frente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ual Luciana...é lindo, parabéns!
    A vdd é que dói msm...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, acho que todos, pelo menos uma vez na vida, se sentirão assim e depois que tudo isso passar, depois de muito tempo, veremos que aprendemos até nas horas mais difíceis e que tudo que se passa na vida é necessário.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Adoro ler os seus textos, me vejo tanto lendo eles.

    ResponderExcluir
  5. To debulhando em lagrimas. Me identifiquei em cada linha e cada virgula. Adorei esse texto

    ResponderExcluir
  6. Já me senti me afogando dentro de mim também, e as palavras não ditas, presas na garganta sempre nos fazem sufocar. Mas aprendi que quando eu fiquei em silêncio foi o melhor, talvez se tivesse falado teria sido muito pior, geraria desentendimentos e feridas que seriam mais difíceis de sarar. Ficar quieto as vezes é a melhor escolha, a dor de sufocar é melhor do que a dor da culpa e remorso.

    ResponderExcluir
  7. Ai que texto lindo e triste ao mesmo tempo. Às vezes a gente lê o que mais precisamos escutar em momentos inesperados, como agora. Me identifiquei com cada palavra. :(

    ResponderExcluir
  8. Oi Luciana, tudo bem?
    "Minha mente está tão barulhenta que nem mesmo o silencio do lugar foi capaz de acalmá-la" pensa em um texto que descreve tudo o que estou sentindo? Esse mesmo, me descreveu em cada linha, é complicado se sentir afogada dentro de si mesmo, mas é exatamente o que está acontecendo, e isso acaba levando a outras coisas :/
    Você escreve muito bem, Parabéns <3
    Beijos!
    Lost Words!

    ResponderExcluir
  9. Luciana!
    Como é dolorida a perda de um amor e um coração partido...
    Gostei de ver que o silêncio falou mais alto e ecou mais forte no protagonista do que proferir palavras vãs que apenas ofederiam mais...
    Parabéns pela criatividade.
    Que outubro venha carregado de boas energias!
    “O tempo é teu capital; tens de o saber utilizar. Perder tempo é estragar a vida.” (Franz Kafka)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu amei seu texto, tenho certeza que muitos se identificaram com esse texto porque são palavras que muitos querem falar, sente dentro de si quando está triste, angustiafo!
    Realmente amei o texto!

    Meu blog:
    https://tempoliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir