Ainda no ritmo Halloween, a resenha de filme de hoje é a do vampiro mais famoso da história: Drácula. Nesse novo remake, que, eu não duvido, se tornará uma franquia, conhecemos o Vlad antes mesmo de ele adquirir seus poderes. Apesar de adorar os vampiros, e lógico, saber quem é o príncipe empalador, eu ainda não tinha pensado em toda a história por trás da lenda.




Título: Dracula Untold - Drácula A história nunca contada
Lançamento:23 de outubro de 2014 (1h32min) 
Dirigido por: Gary Shore
Com: Luke Evans, Sarah Gadon, Dominic Cooper mais
Gênero: Ação , Fantasia , Terror
Nacionalidade: EUA
Duração: 92 minutos

Sinopse: Os habitantes da Transilvânia sempre foram inimigos dos turcos, com quem tiveram batalhas épicas. Para evitar que sua população fosse massacrada, o rei local aceitou entregar aos turcos centenas de crianças. Entre elas estava seu próprio filho, Vlad Tepes (Luke Evans), que aprendeu com os turcos a arte de guerrear. Logo Vlad ganhou fama pela ferocidade nas batalhas e também por empalar os derrotados. De volta à Transilvânia, onde é nomeado príncipe, ele governa em paz por 10 anos. Só que o rei Mehmed (Dominic Cooper) mais uma vez exige que 100 crianças sejam entregues aos turcos. Vlad se recusa e, com isso, inicia uma nova guerra. Para vencê-la, ele recorre a um ser das trevas (Charles Dance) que vive pela região. Após beber o sangue dele, Vlad se torna um vampiro e ganha poderes sobrehumanos.
Como eu disse, nunca parei para pensar em toda a história do príncipe Vlad. Para quem não sabe,  é um romance de 1897 escrito pelo autor irlandês Bram Stoker. Muitas adaptações foram feitas, e a obra se tornou um clássico da literatura de vampiros/ficcção terror/romance gótico. Só para o cinema, foram várias representações. A primeira em 1922. Mas em 1970, com o ator Christopher Lee, a versão mais marcante se instaurou. por ser a mais fiel ao livro.  Em 1992, o diretor Francis Ford Coppola também deixou a sua marca, ao dirigir "Drácula de Bram Stoker", que recebeu alguns prêmios, incluindo um Oscar.
Dita essas informações, que fui colhendo à medida em que pensei em fazer a resenha, é inegável que Drácula é um clássico e que essa não vai ser a última adaptação. Agora, falando diretamente dessa nova roupagem, eu digo que para os fãs mais atentos pode não ser tão boa. Vlad Tepes aqui, é um príncipe e que depois de uma infância sendo escravizado, vive com a mulher o filho na Transilvânia. Todos os seus atos são justificados pelo amor à família e ao seu reino. Para quem conhece de longa data o empalador, é no mínimo diferente essa história. Mas, como o título sugere: é a origem de tudo e uma história que nunca foi contada. 



Vlad se nega a entregar seu filho e outras crianças do reino aos Turcos e inicia uma guerra. Ele então, busca forças ao pedir para a criatura que vive em uma caverna o transformar. Essa criatura é um vampiro, que fez um pacto com demônios há muito tempo atrás e que só pode sair da caverna se transferir seus "poderes".  Vlad aceita o desafio de não beber sangue humano por três dias pretende depois de vencer a guerra, estar morto (isso aconteceria se ele não bebesse o sangue, não completaria a transformação). Era óbvio que isso ia dar errado, por três motivos:
1) Como que uma pessoa com sede de sangue vai participar de uma guerra?
2) Seu comportamento estranho levantaria suspeitas.
3) Seus adversários não eram burros.
O que, de fato, aconteceu. Eu até que o achei controlado, ficava torcendo para ele matar a esposa. Coitada, não que ela fosse tão horrível assim, até ficou ao lado dele. Mas achei a atuação não tão boa, principalmente porque estava ao lado de Luke Evans, que encarnou de verdade o Drácula. Em relação aos efeitos e a fotografia, a adaptação não peca nesse sentido. Gostei muito das cenas de luta também.
Outro ponto fundamental foi manterem a mitologia de que os vampiros não podem andar ao sol, e da prata e crucifixo atingirem as criaturas (e quando eu disse que seus adversários não eram burros, estava falando sério, o embate final me deixou tensa). Para quem deseja, sem compromisso ou cobranças das lendas que anteriorizam o filme, é só se deixar levar pela história.
Todas as atitudes do Vlad são justificadas, apesar de o próprio se autonomear um monstro. Ele quer evitar que as crianças passem pelo que ele passou, quer cuidar do filho e da esposa: é um herói, ou anti-herói, que surge. A culpa é das circunstâncias. E se, não acontecesse o que aconteceu, ele se sacrificaria por todos. É como se mesmo vendo que ele é cruel e que matou muitas pessoas, conseguíssemos entender o personagem. E quando digo que ele é controlado, a cena em que ele transforma o que sobrou do seu povo e os vê sedentos por sangue explica bem isso.

"Mas, ás vezes, o mundo não precisa de um novo herói, precisa de um monstro."

Como amante de vampiros, fiquei até constrangida por não saber da história do Vlad, e por isso fiz toda essa contextualização histórica. Fiquei com medo de falar besteira e parecer gostar dos vampiros apenas por moda: acreditem, não é o meu caso.
Quem ai já assistiu? Deixo o trailer para vocês.
Besos!



PS: Charles Dance como a criatura estava demais:  "Que comecem os jogos!"

P.S.2: Agradecemos pelas cenas sem camisa. Luke me lembra o Orlando Bloom.



21 Comentarios

  1. Tô louca pra ver esse filme!
    Eu também sou apaixonada por vampiros desde antes de virar moda, rs.
    Beijos.
    http://infinitafeminice.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É legal ver a origem de um dos vilões mais amado de todos os tempos!

    ResponderExcluir
  3. MEU DEUS , To louca pra assistir o filme! Sério, foi a mesma coisa de Malévola, e agr o Dracula também. Saber a real histórias dos vilões é incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que li algo comparando com Malévola mesmo, a origem das histórias.
      Beijoos

      Excluir
  4. Ai socorro eu quero ver esse filme *-*
    rs

    Beijo

    www.todaonca.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol. Assista que não vai se arrepender.
      Beijos

      Excluir
  5. Louca pra ver esse filmee, acho o ator lindo kkk' maais amo esse tipo de história/'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha o filme é bom, a escolha do ator só foi um adicional. Bjs

      Excluir
  6. Louuuuca pra ver esse filme, por causa do ator talvez? pode ser hahahahahahahahhaha
    Adoro historias de vampiros e afins, são tão incríveis!
    Bjinhos

    Http://www.babimarchi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Deu vontade de assistir!!!


    http://painelparacongresso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei da ideia do filme! Eu curto esse lance de vampiros e esse filme nunca assiti. bju

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha foi bem explicadinha ! Mais não tem quem me faça assistir esses tipos de filme, assim com muito adrenalina rs' , sou muito medrosa !
    Beijos ..

    ResponderExcluir
  10. Também falei sobre ele no meu blog, não falei muito da história porque se não ia contar o filme inteiro. Eu amei tudo nele, principalmente os efeitos e figurino. Eu pensava que seria a história do Dracula, de como tudo começou e tudo mais. Mas era diferente haha e não me incomodei. Pra quem odeia vampiros ( eu), acabei amando. Parabéns pelo o blog.

    www.blognossaesntate.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Pode me mandar o resumo do filme completo?

    ResponderExcluir
  12. Pode me mandar o resumo do filme completo?

    ResponderExcluir