Oi gente!  A resenha hoje é de um filme pouco divulgado no Brasil que conta com a atuação belíssima do Antonio Banderas e de uns robôs que assustam, comovem e impressionam.  Com  título em português de "Um agente do futuro" o longa Espanhol (nem gosto, né) é futurístico e bem intrigante.

Jacq Vaucan, agente de seguros da Robotics Corporation por volta de 2060, investiga rotineiramente casos de manipulação de robôs. Numa de suas descobertas, Vaucan irá desvendar mistérios complexos que trarão consequências profundas para o futuro da humanidade.

No início do filme, somos apresentados a um mundo pós-apocalíptico. O que mantém alguns lugares habitáveis são os Automatas, robôs criados com dois protocolos: não ferir humanos e não alterar a si mesmo ou outro robô, de modo que o desenvolvimento da inteligência artificial nunca possa superar a inteligência humana e se tornar possivelmente uma ameaça . Um policial presencia um deles se "consertando" e antes de descobrir mais, acaba o matando. Conhecemos, então, o agente de seguros da empresa, Jack Vaucan. Ele suspeita que alguém tenha alterado o robô e percebe que investigar o caso daria sua sonhada transferência para a Califórnia, onde acredita que terá mais paz e felicidade para criar a bebê que sua mulher está esperando. 


Jack então, parte em busca dos "engenheiros" (nome que se dá a quem modifica robôs) clandestinos. Ele conhece Dupre, uma engenheira que modificou a robô Lucy, que é tipo uma "robô de luxo" se é que vocês me entendem, rs. Dupre fica com um dos automatas falecidos para investigar e realmente constata que eles estão modificados. Ela acaba transformando Lucy e por um acaso, Jack se vê preso a um acidente de carro onde a robô o salva. O problema é que, ela e mais dois saem em uma caminhada para área mais tóxica da cidade, para completar uma espécie de missão. Isso porque quando um robô começa a se alterar logo começa a alterar outro e os dois um terceiro. O agente quase morre por conta da exposição e ainda por cima é acusado de traição pelos donos da Robotics.

Encontrei essa foto do Banderas com a robô <3 p="">
É lógico que nesse meio tempo, Lucy entende mais o Jack e vice e versa. Vemos o homem lutar por sua sobrevivência e a robô ficar cada vez mais inteligente. Além disso, temos uma preocupada esposa prestes a parir e o policial que encontrou o primeiro robô sendo enviado para pegar Jack, mas é claro que dá tudo errado.

O QUE EU ACHEI:  O filme tem locações bem intrigantes, assim como o seu desfecho. Os cenários são apocalípticos e ao mesmo tempo que parecem "modernos" parecem pobres. As atuações são boas e a mensagem final foi diferente do que pensei. Ao conhecer os dois protocolos, imaginei que os robôs quebrariam o primeiro e apesar do foco estar sempre no segundo estava esperando eles matarem os humanos a qualquer momento, hahaha. Ah, em alguns filmes do gênero é o que acontece né? Por isso a obra surpreende, porque foge do clichê. Mas a mensagem que passa, é que limitaram os automatas porque em semanas eles facilmente seriam anos luz mais inteligentes que os humanos. É incrível acompanhar a evolução da Lucy e ver quem na verdade era o "engenheiro". Mesmo quem não é fã do gênero como eu, não fica perdido nas explicações robóticas.

Há também a força da esperança que a filha de Jack representa, em um mundo melhor. O final que fica um pouco desconexo, mas não deixa de ser uma boa pedida.

E aí, gostaram? Já ouviram falar?
"-Você é apenas uma máquina!"   "- Apenas uma máquina? Isso é como dizer que você é apenas um macaco."

PS: Banderas é bom ator demais. 
PS2: A obra é hispânica, mas o áudio original em Inglês e o ambiente americano.

Besos!  


6 Comentarios

  1. Olá Juliana,
    Gostei muito da sua resenha do filme.
    Ainda não conhecia, mas me pareceu interessante.
    Estou em busca de novos filmes para assistir e vou adicionar esse!
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. nao conhecia esse filme até entao, gostei da resenha e to super afim de assistir já que adoro filmes com Antonio Banderas.

    ResponderExcluir
  3. Eu amo livros e filmes que contém um mundo pós-apocalíptico, e vendo esse filme que contém robôs, me deixou muito empolgado para assisti-lo, já que eu ainda não o conhecia. Adorei a indicação!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assisti Automata, mas já tá minha lista de filminhos, mesmo porque gosto muito do Banderas. Também não assisto muito filme de robôs (ultimamente), então seria legal mudar um pouco de temática. Gostei da resenha :)

    ResponderExcluir
  5. Eu morro de medo de filmes/livros de robos, e mundos pós-apocalíptico kkkkkkkkk acho que se li 2 distopias completas, foi muito!
    Mas sendo do Antonio Banderas, olha, a coisa muda... kkkkkkkkkkkkk
    amoooo ele e seus filmes, só vi os de romance até agora, mas poderia ver esse sim, com um acompanhante é claro kkkkk da menos medo kkk
    bjos

    ResponderExcluir
  6. O filme é bem interessante e apesar do Banderas estar um pouco diferente pela caracterização do personagem, ele ajuda rsrs

    ResponderExcluir