Olá! Hoje esto aqui, para falar de um filme que assisti quando muito nova e um dia aleatoriamente lembrei e fui reassistir, só para lembrar da magnificência dele. Talvez você já tenha visto na televisão, ou o seu professor de história do Ensino Médio lhe obrigou a assistir, e se você prestou atenção, saberá porque gosto tanto desse filme.


Como é para perceber pelo título, ele é um filme de origem italiana, que se passa durante a Segunda Guerra Mundial. O filme se divide em dois planos: a primeira parte, passa-se no início do Fascismo, onde já podemos perceber as primeiras pontadas de preconceito e da "superioridade" da raça italiana, o enfoque é no romance de Guido Orefice (Roberto Benigni) - um garçom judeu - e Dora (Nicoletta Braschi), uma professora italiana. Então dá-se início ao segundo plano, que se passa anos depois, no qual ambos já se casaram e tem um filho, mas ai com as pressões feitas pela Alemanha e o nazifascismo, ambos são levados para Campos de Concentração, e mulheres são separadas dos homens, e o enfoque será em Guido fazendo com que seu filho viva ali como se fosse um jogo e um competição.

A complexidade do personagem Guido foi tão grande que ele nos faz rir mesmo em meio aquela tragédia e tudo por amor ao filho. O filme foi super indicado pela crítica e levou 3 Oscars: Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Ator e Melhor Trilha Sonora. 







3 Comentarios

  1. Oi, já tinha ouvido falar desse filme mas nunca assisti. Não gosto muito de filme bem antigos, tipo esse, mas até que achei interessante, principalmente porque parece passar uma mensagem. Talvez assista. Bjus.

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Acabei de assistir esse filme, e estou apaixonada pelos personagens ♥ Ver o esforço de Guido para ocultar a realidade de seu filho e a forma com que ele age é incrível! Adoro histórias que se passam durante a SGM ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ju :)
    Esse filme é simplesmente maravilhoso, é com certeza um dos meu favoritos. A realidade dele é muito comovente e choro sempre que assisto. E fico muito feliz que ele foi reconhecido com Oscars.

    ResponderExcluir