Olá olá!
O filme tratado hoje é o comovente A Teoria de Tudo. O filme é adaptado do livro A Teoria de Tudo, escrito pela primeira esposa de Stephen Hawking, Jane Hawking. Como no livro temos a versão dela, a adaptação tem o lado mais romantizado da história de vida deles. Lembre-se: na época que vi o filme eu ainda não tinha lido o livro, então essa é apenas minha visão do filme.



O filme é baseado na biografia escrita por Jane Hawking e conta a vida de Stephen Hawking mostrando o próprio quando jovem, lá pelos seus 21 anos. Nessa idade ele já era brilhante e foi nessa mesma época que ele começou a fazer importantes descobertas sobre o tempo e sobre sua inevitável doença. Entre uma e outra descoberta, ele e Jane acabam de apaixonando, se casam e tem uma linda história de amor. Apesar de todas as dificuldades que a doença trouxe, Jane e Stephen não se deixaram abater e mostram que com pouco de amor tudo é possível.



Stephen Hawking foi diagnosticado aos 21 anos com esclerose lateral amiotrófica. Essa doença faz que com a pessoa tenha degeneração dos neurônios motores, esses neurônios são os que controlam os movimentos voluntários dos músculos. Com essa doença, a pessoa então acaba perdendo gradativamente, os moviments básicos: falar, engolir, andar, mexer as mãos. 

Hawking no começo da doença, teve uma expectativa para viver apenas dois anos e como podemos ver até hoje, ele ainda está por aí: firme e forte. Superou todas as chances de sobrevivência. Jane conseguiu nos contar com um olhar único, todas as dificuldades e incertezas, os 25 anos que viveram juntos e a criação de três lindos filhos. 



Devo ressaltar a belíssima atuação de Eddie Redmayne, se ganhar o Oscar é dar o sangue pela interpretação, então com certeza o Eddie vai ganhar. Ele realmente incorporou o papel e se tornou, sem sombra de dúvido, um belo Stephen Hawking.. Felicity Jones não fica de fora dessa não, como atriz principal ela soube ter o destaque  merecido, porém não acho que brilhou tanto. Os atores de suporte, o professor Lupin Dennis Sicama e o amigo Brian, não deixam a desejar, mas também não surpreendem.

 

Esse filme não é feito para você, caso queira aprofundar mais na história de vida de Stephen Hawking como o processo de suas descobertas e detalhes sobre suas teorias, o lado lógico de Stephen. Agora, se você deseja um filme mais humano e mais real sobre sentimentos e uma linda história de superação ao modo Stephen Hawking e amor esse filme é para você. 
Por pior que a vida possa parecer, sempre há algo que podemos fazer em que podemos obter sucesso. Enquanto houver vida, haverá esperança.
Título original: The Theory of Everything 
Distribuidor: UNIVERSAL PICTURES 
Ano de produção: 2014 
NOTA: 5/5 + ♥
Filmow

Eu particularmente gostei muito do filme, achei lindo, tocante e comovente. Não é apenas mais um filme de romance, é uma história real e verdadeira. Vocês já viram o filme ou leram o livro? Quero saber se gostaram, me conta! 


9 Comentarios

  1. Ainda não vi o filme nem li o livro, mas pretendo fazer os dois. Gostei muito de conhecer melhor o enredo do filme, apesar de ter visto o trailer eu imaginava que o filme mostraria o lado profissional do Stephen, e pelo que você escreveu ele foca mais no seu lado emocional, sua vida mesmo. Acho que o filme é uma motivação para a vida, como ele com todas as limitações e dificuldades conseguiu superar e ser o gênio que é, e também é uma história de amor, como você disse, e pelo jeito uma muito bela. Gostei da dica, tenho que conferir, já tinha esquecido dele, mas agora fiquei com vontade de ver... =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li o livro e nem vi o filme ,mas quero muito ,no começo achei que seria meio sem graça ,que contaria as descobertas dele e só ,mas depois do lançamento do filme vi uns comentários ,dizendo que o filme era muito bom e que n ficavam nas teorias e sim na vida dele e nas superações .

    ResponderExcluir
  3. gosto bastante de ler livros e assistir filmes com uma história real e inspiradora, já tinha lido sobre o filme mas até agora não li nem assistir os dois,mas pretendo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Rosana eu assisti o filme e é lindo nossa me tocou de uma tal forma, mas como eu assisti o filme não vou ler o livro.

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    Nossa juro que fiquei super emocionada com a historia que até agora eu não conhecia, quero assistir ao filme, gostei muito mesmo valeu pela dica.
    Bjocas!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Rosana. Confesso que é muito mais fácil para mim acompanhar uma sessão de cinema contando a história de vida de uma ou mais pessoas do que ler uma biografia. Por isso, A Teoria de Tudo me encantou. No começo pensei que seria algo tecnológico, mas me encantei com as próprias descobertas sobre a doença e o vínculo de amor e amizade criados por Jane e Stephen. Pelo o que fala, parece que tudo foi muito bem representando, mostrando as dificuldades e as qualidades dos personagens.
    Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Rosana :) Eu não pude assisti muitos filmes por falta de tempo esse ano, mas eu acabei assistindo esse filme na escola para realizar um trabalho. Eu confesso que não gostei muito, achei bem chatinho e cansativo, mas não deixa de ser um filme com uma história espetacular!

    ResponderExcluir
  8. Olá.... Ainda não li o livro nem assisti ao filme, mas está na minha lista.... E após ler o texto acima, com certeza assistirei em breve... Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler o livro e assistir ao filme! Parece ser uma história bem emocionante e, além disso, é tipo um biografia de Stephen!

    ResponderExcluir