Olááá! 
Para sempre Alice, é um filme baseado no livro de mesmo nome da autora Lisa Genova. O filme concorre em apenas uma categoria, com a nossa protagonista Julianne Moore como melhor atriz. Como o tempo é curto, ainda não deu tempo de ler o livro, mas depois de assistir ao filme pretendo MUITO ler esse livro. Deve ser espetacular. O filme não deixou a desejar, eu gostei muito do enredo e do rumo que a história tomou. 


O filme conta sobre a vida da Dra. Alice Howland, ela é professora e pesquisadora bem-sucedida da Universidade Columbia. Aos 50 anos, Alice começa a esquecer das pequenas coisas, palavras, objetos e lugares onde está. No início são coisas sem importância, até que ela se perde na volta para casa. Alice resolve consultar um neurologista para saber do que se trata esses esquecimentos e é assim que ela descobre um caso raro de Alzheimer precoce. A doença é genética e há probabilidade dos filhos terem o desenvolvimento muito cedo da doença, assim como ela.


Ela tem todo o apoio que precisa da família e apesar de toda positividade que deseja, sua condição clínica não melhora ou estabiliza e a cada dia fica mais difícil de lidar. Seu casamento começa a ficar fragilizado, sua filha mais velha parece não compreender o quão difícil deve ser, seu filho do meio é médico e tenta ver a situação de uma forma mais lógica, porém a filha mais nova e a mais distante é a única que parece se importar realmente com a mãe e em como ela lida com tudo isso. É a única que pergunta como é, o que ela sente e o que se passa na vida dela nos momentos mais difíceis e isso faz com que elas fiquem mais próximas do que nunca foram.

Toda a minha vida eu acumulei lembranças. Elas se tornaram meus bens mais preciosos. A noite em que conheci meu marido, a primeira vez que segurei meu livro em minhas mãos. Ter filhos, fazer amigos, viajar pelo mundo. Tudo que acumulei na vida, tudo que trabalhei tanto para conquistar, agora tudo isso está sendo levado embora. Como podem imaginar, isso é o inferno. Mas fica pior. [...] Não estou sofrendo. Estou lutando. Lutando para fazer parte das coisas, para continuar conectada para quem eu fui um dia. "Então, viva o momento" é o que digo para mim mesma. É tudo que posso fazer. Viver o momento.

Pontos que merecem atenção:
- Julianne Moore está perfeita nesse filme, ela interpretou muito bem os momentos de lucidez e os momentos mais desgastantes. Imagina o quão difícil isso deve ser, ter a vida que sempre sonhou, a família que sempre desejou e ver ela escapar dos seus pensamentos e não ter mais controle sobre o que consegue lembrar ou não. Nome dos filhos, lugares trabalhou, lembranças mais importantes da sua infância... É terrível e devastador, Julianne Moore está excelente na atuação e acredito que tem grandes chances de ganhar o Oscar.

- Quando ouvi falar do filme, eu não sabia que Kristen Stewart estaria nele. Não gosto da atriz, acho que ela tem apenas uma expressão e uma emoção em suas interpretações. Nesse filme ela está ok, mostra que amadureceu um pouco desde Crepúsculo. Achei que elas tinham uma boa conexão de mãe e filha, e acredito que funcionou bem.


Um filme humano e que tem muita emoção tratando uma doença real e silenciosa que afeta milhões de pessoas no mundo todo. Lindo, tocante, verdadeiro e perturbador pela real possibilidade que essa doença, um dia, pode nos afetar. Também é sensível e caminha conforme a doença de Alice vai agravando e em como sua família luta para que Alice permaneça a mesma pessoa, como amor e compreensão para que nunca esqueçam quem ela foi e sempre será, para que ela seja para sempre Alice. 

Título original: Still Alice 
Distribuidor: Diamond Films 
Ano de produção: 2014
Nota: 5/5 + ♥
Filmow


10 Comentarios

  1. Também não gosta da atuação de Kristen. Já conhecia o filme, mas não assisti pois nunca me interessou. Não gosto muito de filmes dramáticos com doenças e tal pois sempre estou vendo lançamentos de filmes do tipo e encontrando muitos filmes assim e eles sempre acabam do mesmo jeito. Acho bem improvável de assistir.

    ResponderExcluir
  2. Estou doida para ler o livro e por isso estou enrolando, não quero acabar vendo o filme primeiro, haha, mas me interessei pela história assim que vi a sinopses. Acabei conhecendo por causa da Kristen Stewart, vi que ela faria o filme - sou fã dela - e fui procurar mais sobre, achei que seria uma boa história, essa não é uma doença fácil e deve ser realmente difícil ter que interpreta-lá em um filme, fico feliz em saber que deu certo! Adoro as atuações da Kristen, bem antes de Crepúsculo, fico feliz em vê-la amadurecendo nos filmes, ela não é a melhor atriz do mundo, mas tá bom, haha.
    Beijos e adorei a resenha <3

    Mundo de Leitora

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o filme ,mas depois da sua resenha fiquei bem interessada ,adoro a atriz e msm não tendo visto o filme acho q ela deveria ganhar o Oscar ,hahahaha.
    E apesar de eu não ser tão fã do gênero ,me interessei bastante .

    ResponderExcluir
  4. Já tinha ouvido falar (e muito) deste filme, mas ainda não assisti e também não sabia muita coisa sobre o enredo. E que história triste, que drama pesado, o alzheimer por si só já é uma doença muito complicada, agora quando ela ocorre de forma precoce, a situação fica ainda mais triste. Quanto a atuação de Julianne Moore não tem como não ser boa né... ela é excelente atriz, tanto que levou o Oscar para casa né. Tenho que assistir o filme, gostei muito de vê-lo por aqui!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    Para Sempre Alice é quele tipo de filme/livro que eu acho que todo mundo deveria assistir/ler, ta pra além desses dramas que agente costuma ver por aí, de alguém com uma doença maligna e que vai morrer mais que deixa um amor, um exemplo de vida, tem nada a ver com isso gente, é algo muito real, li o livro e assisti ao filme. foi impossível não se colocar no lugar de Alice, ou do marido dela ou dos filhos e amigos próximos, porque é algo muito real é algo que pode acontecer de verdade, e isso mexeu muito comigo sabe... eu super recomendo a todos acho que deveria ser obrigatório esse livro/filme a todo mundo serio mesmo. Eu como professora vou passar em todas as minhas turmas enquanto eu lecionar. Parabéns pela resenha gostei muito.
    Bjocas

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosana :) Já tinha escutado sobre esse filme, mas no primeiro momento não me interessei porque não sabia do que se tratava e julguei, precipitadamente, de chato! Agora lendo suas opiniões sobre o filme minha ideia do filme mudou totalmente. Sei do que o filme realmente se trata e achei muito bom, amo ver esses filmes que, querendo ou não, mexe com a gente de algum jeito. Gostei da indicação!

    ResponderExcluir
  7. Achei o filme sensacional e confesso que fiquei curiosa para ler o livro!!!! Esse filme realmente me emocionou!!! Beijinhos...

    ResponderExcluir
  8. já ouvi falar desse filme mas não tinha ideia que era baseado em um livro, achei bem interessante isso e já vou procurar o livro pra ler e depois assistir o filme.

    ResponderExcluir
  9. Oi Rosana eu vi o trailer do filme e sinceramente não me chamou atenção filmes que tem drama não sou muito fã gosto mais de comedias bjs.

    ResponderExcluir
  10. OI, Rosana. Eu sempre me emociono em filmes que envolvem algum tipo de doença em seu enredo, mas o Alzheimer é um caso bem delicado que me deixa ainda mais reflexivo sobre a vida. Para Sempre Alice me encantou por conta de nos mostrar como seria se tudo escapasse de nossa memória, das coisas mais simples à mais amadas. Gosto de dramas em filmes, quero!

    ResponderExcluir