Título : A redoma de vidro
Original : The bell jar
Autora : Sylvia Plath
Editora : Globo S.A.
Páginas : 274

Sinopse : Dois anos antes de se suicidar a escritora Sylvia Plath,escreveu o romance a redoma de vidro, que supostamente seria uma alta biografia da mesma que não aguentando suas mazelas psicológicas acabou dando fim a sua vida.
Oi pessoas! Esse é o meu primeiro post meu nome é Monique e se quiserem​ me acompanhar é só dar uma olhadinha no meu blog euhumanaefinita eu desde já agradeço,espero que vocês gostem do post.



Esse é o primeiro livro da Sylvia Plath que eu leio e particularmente não me decepcionou em nada,me surpreendeu com o modo que ela abordou o assunto sem tornar a leitura difícil. "A redoma de vidro" fala sobre depressão abertamente, porém não é uma leitura pesada, nem cansativa. O livro conta a história de Esther uma jovem com um futuro promissor,e a vida inteira pela frente,mas que se sentia constantemente distante de tudo alheia a dor dos outros.

"Imagino que eu deveria estar entusiasmada como a maioria das outras garotas mas eu não conseguia me comover com nada".

Esther mal conseguia se relacionar direito como​ as pessoas, porque não confiava nelas,e parecia que não conseguia mais sentir afeto por ninguém. E chegou a um ponto que não conseguia ver a realidade como ela era e sim apenas através da redoma de vidro,que distorcia tudo ao redor dela.

"Acontece que eu não estava conduzindo nada,nem a mim mesma".

A história de Esther nos mostra como a depressão é gradual e anônima,a pessoa pode ter uma pré disposição para a depressão é desenvolve-la aos poucos sem aos menos se dar conta,por exemplo no livro a Esther diz em alguma passagem que se deu conta que não se sentia feliz desde dos nove anos.

"Me sentia muito calma e muito vazia,do jeito que o olho do tornado deve se sentir,movendo-se pacatamente em meio ao turbilhão que o rodeia".

Eu achei o livro bem autêntico e honesto é aquele tipo de história que só quem já passou por algo parecido,pode escrever, e acho que a Sylvia passou por aquilo realmente,tendo em conta o seu suicídio acho que ela sentia essa redoma separando-a do mundo e pelo modo como morreu,não conseguiu sair dela.

"Era como se o que eu quisesse matar,não estivesse naquela pele ou no leve pulsar azul sob o meu dedão,mas em outro lugar mais profundo e secreto,bem mais difícil de achar".

Bom,eis o fim dessa resenha,espero que tenham gostado,deixem aí nos comentários o que acharam desde já agradeço pelo tempo beijão até a próxima.





11 Comentarios

  1. Olá Monique, bem-vinda!
    Gostei do livro, conhecia só por nome, um assunto tão delicado, prende a gte e instiga continuar lendo mais e mais...
    Tá na listinha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser muito bom. A temática é pertinente. Pelo que vi, ele encara a depressão de forma séria, madura, o que é uma necessidade, uma vez que, ainda hoje, muitos não acham que depressão é uma doença. Taxam os depressivos de frescos, pessoas sem fé em Deus e outros absurdos. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Elaine, depressão é uma doença e deve ser tratada como tal.

      Excluir
  3. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas pela sua resenha ele parece ser muito bom. Amei as quotes, e com certeza irei lê-lo! Beijos, muito sucesso para o seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só li esse porque tenho interesse pelo tema,e agora quero ler outros da Sylvia.

      Excluir
  4. Seja muito bem-vinda Monique!
    Não conhecia o livro na geralmente leio bastante livros que retratam a depressão, para eu poder entender mais sobre a doença..
    Gostei do fato do livro que mesmo falando de um assunto tão delicado como a depressão não deixou que o livro torna-se chato..
    Adorei a resenha !
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Gostei muito do livro, abordando um tema bastante difícil é delicado e muito difícil mas a história realmente me deixou intifada, a forma que a personagem sofre com isso e acho que pode acaba piorando. Acho que nesse livro poderá ensina mais sobre esse tema.

    ResponderExcluir
  6. Com certeza Lily é um livro ótimo pra quem se interessa por essa temática.

    ResponderExcluir
  7. Monique!
    Falar sobre depressão é bem sério, dizem que é o mal do século XXI...
    É complicado ver tudo de forma deturpada e não se sentir bem com nada, como se não fizesse parte de nada, nem de lugar nenhum.
    Não dabia sobre o suicídio da autora.
    Desejo um mês repleto de realizações e um ótimo final de semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir