Manda Lacrosse que a gente gosta! E o que dizer de mais um episódio mágico que fez com que 40 minutos pasassem voando? A trama da Besta de Gévaundan vem fechando as pontas até a descoberta, que provavelmente só ocorrerá na season finale. Pois bem, toda vez que algo muito ruim vai acontecer nessa série, tem o jogo de Lacrosse no meio. Dessa vez não foi diferente, mas arrastaram um pouco os acontecimentos. Só semana que vem teremos o estrago desse game.


Mason descobriu que, assim como os Dread Doctors, a Besta precisava de frequência para se transformar fora da lua cheia. Não demorou para ele constatar que tal frequência aconteceria através da transmissão televisa do jogo beneficente e com isso, a vida de muitas pessoas estaria em perigo. Scott reúne o bando então, para montarem aqueles planos que sempre dão errado (e por isso eles sempre tem o "B"). Era simples: precisavam que cancelassem o jogo, foram atrás do técnico mais amado de todos para essa missão. Eu confesso que não lembro da última aparição do coach e não fazia ideia de que ele estava na rehab, mas gostei muito da forma que o trouxeram de volta. A quinta temporada estava conseguindo ser mais sombria que a quarta, e ter os momentos cômicos que o técnico ou Stilles oferecem torna tudo mais prazeroso. 

Pois bem, era óbvio que após voltar ele não abriria mão do jogo. O bando então, tem que lidar com a situação da forma deles. Scott, Liam, Stilles (como ele ainda é titular? haha) Kira e aquele beta que não lembro o nome, ficaram encarregados de atrasar o jogo, Malia de cortar os fios e Mason e Corey de procurar um calçado 42 ensanguentado (porque claro, o adolescente quimera não lava o tênis, né...). Tudo dá errado porque primeiro, dona Kitsune resolve incendiar dentro da Kira e até dá umas no Scott (eu ri) segundo, a mala do deserto (ou seria loba?) afronta a filhinha (o que foi "bitch" que Malia soltou? #amo) e claro, a besta aparece. Enquanto isso, Lydia estava com os Argents para descobrir o lado Cão do Parrish que veio com uma conversa de que ele morreu, de que está apenas o corpo. O que eu entendi disso: O Cão do Inferno está "comandando" o body gostosão do policial. Acredito que ele não está morto desde que "ativou" seu lado sobrenatural, porque heeeelloooo, isso aconteceu antes de chegar em Beacon Hills e de conhecer a banshee mais linda de todas. Se isso for verdade nenhum de nós de fato conheceu o Jordan Parrish. É aquela velha luta de controle sobre o corpo. Tendo o seu objetivo alcançado, o Cão não precisa do corpo e Parrish morre, me corrijam se estiver errada.

No geral, "A Credible Threat" foi um episódio que mexeu com o coração dos fãs porque o jogo nos dá uma nostalgia que remete ao começo da série. Os shippers como sempre tiveram suas cenas garantidas e o principal: a história está andando. Mas, assim como na semana passada, ainda não temos o desfecho do ep. Quando a besta aparece, Liam ataca e logo depois temos um corte, não dá para saber se ele morreu, se todo mundo no campo morreu ou quantas pessoas a besta machucou. O jeito é esperar para um novo fechamento e o melhor: um flashback. Crystal Reed estará de volta! Alguém ansioso?


Besos!

P.S1: Melissa sempre maravilhosa com suas frases de efeito. Não duvido que ela descubra quem é a besta.

PS2: Um episódio como esse, e Theo não dá as caras? Achei ofensivo.

PS3: Selena Gomez  vulgo Hayden escolheu o lado dela, porque o Scott diz "a gente morre, se ferra, mas salva!"

PS4: Deucalion ainda está preso lá na salinha patrocinada pelos DD'S?
PS5: Depois do momento fofura entre Mason e Corey (qual o nome do ship?) o Corey levanta a suspeita contra o boy. Será que o Mason é a besta e nem sabe disso coitado?

PS6: Alguém mais gritou quando viu Lydia toda linda fora da Eichen? Parecia tão distante!


Um Comentário

  1. Cade o tempo para assistir essa série minha gente?! Vou tentar a voltar assistir!

    ResponderExcluir