Sexta-feira passada, depois de anos em que eu não me sentia ansiosa por um episódio, me vi novamente como nos tempos áureos de TVD, em frente ao computador, para assistir ao vivo. E assim o fiz. São tantos sentimentos depois de ver essa finale, que precisei pensar e repensar antes de vir aqui dividir com vocês. Depois de muito choro, é claro. Apesar do triângulo ser o "ponto central" da série, eu mesma já tinha comentado aqui que a história girava em torno dos irmãos Salvatore e do amor que um sente pelo outro. A saída de Nina Dobrev na sexta temporada só confirmou isso: todas as tramas eram sempre ao redor da instabilidade emocional que os dois tinham, mas que, apesar de tais conflitos, sempre voltavam um para o outro. Até esse episódio. Até esse final.

O episódio começa no ponto em que parou: Bonnie está desacordada e Stefan e Caroline tentam reanimá-la. Ela vê Elena e o Enzo, que apareceu mais do que quando estava vivo, diz que ainda não é sua hora. A ex-atual bruxa acorda então e a partir dai temos o início do episódio de fato. Katherine nos prega sua última peça, ao fingir ser Elena. As cenas de reencontro Delena que tanto foram exibidas, eram farsa da bitch. Claro que não entregariam assim. Todo o drama da finale foi descobrir como parar o sino que Vick tocava. Logo nos 12 minutos, Stefan encontra o corpo da Elena na escola e descobre que não pode sair de lá com ele. Já temos a primeira despedida: Caroline é confrontada por Alaric de que precisa seguir com as filhas. Após uma conversa entre Steroline, eles decidem que família vem em primeiro lugar. Mas Caroline não sabia o que estava por vir. Nem nós.


Bonnie tem um plano, que é "controlar" o fogo do inferno através dos túneis, o levando para o Arsenal e o destruindo lá, assim como as gêmeas fizeram episódio passado. Porém, para acabar com o inferno, é necessário que Katherine seja jogada nesse fogo. E é ai que começa o dilema de "quem vai se matar com ela?" se não fosse finale, várias pontas, assim como essa, seriam super questionados (mas vou fazer minha listinha aqui embaixo), mas porque alguém precisava estar com ela? Amarrada, amordaçada, com a estaca cravada... foi uma bela desculpa ter que ter alguém ali. Além disso, foi ótimo ver todo o sarcasmo e ironia da Kath de volta, mas poder mesmo ela não tinha nenhum porque a todo momento enfiavam aquela faca nela. E pior: foi o Stefan, humano e sem a cura, que deu fim a vampira mais amada/odiada dos últimos tempos.


Claro que o roteiro fez pegadinha, tentou nos enganar até a revelação. Porque quando estão discutindo, Damon faz a ÚNICA coisa decente que fez nesses 8 anos e compele o irmão a ir embora. Porém, era óbvio que Stefan estava com verbena e não só volta e mata Katherine, como dá seu sangue para Damon, dando ao irmão a chance de viver uma vida humana com Elena. Aqui, eu me descabelei, gritei e REVIVI todos os sacrifícios que Stefan fez por Damon e muita gente nessa série: salvando várias pessoas, se oferecendo no lugar da tia Jenna, indo embora com Klaus, resistindo a compulsão por Elena, ficando trancado no cofre do Silas, servindo ao Diabo, ser caçado pela caçadora... foram tantas coisas que é difícil contar. Achei injusto, achei feio, achei rude... mas aí a gente para e pensa em todo sofrimento que Tefinho teve enquanto vampiro, seu descontrole por sangue e toda a culpa que sempre carregou e carregaria mesmo sendo humano. Inclusive, em uma conversa com Cade, ele diz que sabe que irá para o inferno. Eu duvido muito que sem esse último ato heróico Stefan fosse pro inferno ou para qualquer lugar "ruim". Durante toda a sua trajetória, percebemos que ele tentou, errou, matou, suportou tudo mas a essência do personagem estava sempre lá, e assim como diz o Damon, seu cabelo de herói. Por isso, não digo que aceito a morte dele. Mas entendo. Entendo que ele sempre se sacrificou e foi ele mesmo, morrendo como um herói. E eu sempre fui e vou ser #TeamStefan


Só ficamos sabendo de sua morte, quando ele encontra com a Elena e até nisso o roteiro nos engana. Já que Bonnie, após conseguir conter o fogo com a ajuda de todas as suas ancestrais, em uma melhores cenas da série, cai no chão. Até ali não dava para saber se foi Bon Bon, Damon ou Tef que bateram as botas. Infelizmente, como já bem pontuei, sobrou pro Salvatore mais novo que, explica a Elena que finalmente viu o Damon que ele conhecia, seu irmão mais velho. O Paul disse em uma entrevista disse que gostaríamos do episódio, pois teria cena Stelena. Foi muito emocionante de fato, ter um último momento do casal com tanta química que poderia ter sido endgame. Os produtores agora acusam a saída de Nina, mas é a realidade que é forçaram Delena por fanservice, aconteceu e na vida real os atores brigaram. Nina acabou saindo da série e o resultado: mais frustrados que os #TeamStefan por sua morte, só as Delenas com o reencontro sem sal, mas isso comento mais a frente.


Para nos consolar e começar a introduzir a nostalgia com personagens que já morreram, Stefan de cara já encontra a paz ao lado da maravilhosa Lexie, que nos marcou tanto mesmo ficando por pouco tempo. Gostaria de lembrar, aliás que foi o Damon que matou a garota, mas como temos outros assuntos, vamos seguir hahaha. A famosa frase "I was feeling epic" que dá nome ao episódio é dita por Tefinho e a partir daí acompanhamos o final de cada personagem. Bonnie consegue, MILAGROSAMENTE, já que depois de vários anos e tentativas o feitiço de Kai não tinha jeito, acordar Elena. Temos uma despedida bem triste para o Stefan e Elesma (sdds de falar isso) já avisa que a vida segue. Bonnie resolve viver a vida, viajar... enquanto espera um dia morrer e voltar para Enzo. Depois de tudo o que ela passou, se sacrificando tanto ou mais do que Stefan, merecia algo melhor do que simplesmente "viajar sozinha" acompanhada do espírito do boy. Caroline e Alaric abrem a escola para crianças especiais, que leva o nome de "Salvatore". Os espíritos de Jo e Liz também estão por lá (coisa linda de se ver) Jeremy aparece para ajudar e até Klaus manda uma doação para sua "lovah". Go to New Orleans, Car!



Matt continua sendo Matt, xerife e ganhando um banco (?) querendo ser prefeito e sendo observado pela irmã, que mesmo sendo vadia e tocado o sino, encontrou a paz ao lado do Tyler. Damon e Elena tem, como ela mesma diz, uma longa e feliz vida juntos e na hora da morte, reencontram seus familiares. Ok, a cena dela encontrando a família foi linda e a cena de encerramento dos brothers mais ainda. Porém, tudo passou muito rápido, e a falta de sintonia de Nina e Ian era visível. Com apenas um beijo selado, os dois pareciam ter 10 anos com mãos dadas toda hora. Como eu disse, eu se fosse Delena iria querer e aguardar por muito mais. Apesar de tudo, gostei dos reencontros, alivia o fato do Stefan ter morrido. HAHAHA Acompanhei a série por muito tempo e mesmo ela estando ruim há alguns anos, é inegável que sentirei falta. Chegando ao fim dessa review chego até a conclusão de que apesar de ser uma história de perdas, lutos, mudanças, é a história do Stefan. "Eu vou um vampiro e essa é a minha história." E sobre encontrar a paz, afinal foi essa a mensagem final depois de tantos anos. Bom, me despeço e agradeço aos leitores que sempre dividiram comigo suas opiniões. Foi bom demais!


Besos!

Ah, calma ai que tem a listinha dos furos:

*Katherine fraca sendo atacada toda hora.
*Como diabos Bonnie retirou o feitiço? Se usassem a desculpa que o coração dela parou e voltou seria menos feio.
*Como diabos Bonnie retira o corpo da Elena da escola? Tudo bem que ela poderia ir até a prisão de Kai e forçá-lo, mas assim como o feitiço delas, parecia não haver brecha.
*Katherine não explicou o porquê tinha Cade em suas mãos. O cara era todo poderoso e deitou pra bitch? Realy?
*Só saiu desse inferno quem os produtores quiseram. Um Silas, Marcos não saem...
*Stefan morreu e entrou na dimensão paralela de Elena, sendo que nem era mais um vampiro. 
*Bonnie diz que demorou muito tempo para reverter o feitiço mas para mim parece ser a manhã seguinte, já que estava tendo a despedida do Tefinho.
*Já falei que ninguém precisava se matar com Kath né? Obrigada.
*Delena viveu vida longa mas no limbo estavam jovens. Os pais, tia Jenna, Tio John estavam como eram quando morreram, logo gostaria de ter visto a Elena bem velhinha.
*Jeremy aparece para ajudar no instituto Xavier Salvatore, mas nem aparece para dar uma beijoca na irmã, né? credo, nem acredito que sofri a morte dele.
*Gostaria de ver a reação da Elena por tudo que aconteceu, inclusive por Damon ter matado Tyler. Mas ok, vida que segue.

Acho que os comentários ficaram maiores do que o texto! hahaha
Desculpe a extensão, mas é a última vez


Bye, Brothers!
   


7 Comentarios

  1. Eu tinha parado de ver TVD faz muito tempo, mas depois de ler certas coisinhas dessa temporada acabei pegando essa semana e voltei a ver e coloquei em dia. E assisti a series finale. Chorei demais. Meu deus. Que série maravilhosa, que final maravilhoso. Vou ficar com muitas saudades ):

    BJS

    ResponderExcluir
  2. Ju!
    Acho que já comentei que parei de ver a série lá depois de tantos episódios, mas fiquei desolada ao saber do término dela...:(
    Time Damon sempre!
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Não acredito que terminou desse jeito! T.T Eu amava a série, mas com o tempo achei que eles estavam enrolando muito e particularmente ODEIO triângulo amoroso, então acabei parando de assistir na temporada 4 mais ou menos. Vi uma foto de Caroline casando com Stefan e fiquei chocada. Tô em choque em saber que ele morrer com a maldita da Katherine! Kkk E me diz uma coisa, stefan casou com caroline, mas você disse que rola um momento Stelena, quer dizer... ele nao amava Caroline? Já disse que odeio triângulos amorosos? Haha Me parece que todos os personagens principais têm triângulos amorosos. Dureza! Rs Adorei ler seu review porque apesar de gostar da série, não sei se teria paciência de retomar de onde parei e assistir até o final. Adorei o review! Bjs, Ju!

    ResponderExcluir
  4. Vi somente as duas primeiras temporadas... Minha filha que continuou assistindo,até certo ponto. Segundo ela," a história foi perdendo a essência".

    Bem,infelizmente não posso comentar como gostaria... E acho uma pena que o final tenha desapontado alguns fãs.

    ResponderExcluir
  5. Tinha parado de assistir TDV na metade da quinta temporada, quando soube que a série tinha chegado ao fim decidi que terminar, e aí entendi porque tinha abandonado a série, realmente ela tinha perdido a essência, sempre fui do time Stefan também, e como tudo mudou, a sétima temporada para mim foi a mais decepcionante, tantas histórias e suspense para manter a audiência deixaram ela muito chata. Ontem assisti ao último episódio e é claro chorei horrores...rs... Também não consegui aceitar, mas concordo que até faz sentido a morte dele, ele iria ter uma vida humana de sofrimento, então nada mais justo que ele finalmente encontrar a paz. Fiquei bem de cara quando descobri que ele ficaria com a Carol, nunca imaginei...rs... E realmente essa história é mais sobre os irmãos do que apenas um triângulo amoroso. Concordo com todos os seus adendos...rs... muitos furos em apenas um episódio, mas fazer o quê, eles tinham que dar um jeito de acabar...rs... E não posso deixar de falar daquele encontro com a Lexie, quando a música do The Fray (Never Say Never, que eu amo) começou a tocar, aí não consegui mesmo parar de chorar... hahha... Foi uma longa jornada que desisti no meio, mas terminei...rs... Não foi aquele final, mas foi bonito, dá para sentir saudades... Ótimo review Juh, eu adorei ver ele aqui.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  6. Eu assistir TVD, porém somente a primeira e segunda temporada, porque achei que tudo em torno da Helena e isso acabou me cansando demais. E deixei de lado, não preendo voltar. Mas para quem ainda acompanha deve ter amado post com maior certeza

    ResponderExcluir