A forma da água, 2018

By Juliana Rovere - 10:44

Eu já havia programado liberar a resenha dessa obra prima há algumas semanas atrás, mas só hoje consegui. Assisti "A forma da água" já sabendo que iria gostar, pois reúne uma série de coisas que gosto. Mas o melhor foi assistir o longa vencer a quatro categorias do Oscar 2018.


A história gira em torno de Elisa: ela é muda e trabalha como faxineira em um laboratório secreto do governo. Conhecemos sua rotina e seus dois amigos mais próximos: Zelda e Giles, o senhor vizinho gay. Sua vida muda quando chega ao laboratório uma criatura meio humana, meio peixe e o coronel Richard Strickland. Ele submete a criatura a torturas e, Elisa, curiosa e sensível, estabelece uma comunicação com ele. Dia após dia, a relação vai se desenvolvendo e, quando escuta sobre a decisão da morte da "forma" por parte do coronel, Elisa recorre a seus amigos para ajudá-la em um plano de fuga arriscado

Imagem relacionada

Resultado de imagem para a forma da agua gif

Não quero entregar muita coisa, porque o legal é ir assistir sem pretensão mesmo. Mas, o que atrai em "A forma da água" é o fato de ser uma história de amor improvável, o realismo fantástico de Del Toro e as excelentes atuações. Sally Hawkins dá um show de expressão facial, principalmente quando Elisa está nervosa. Já Michael Shannon já tem aquela cara de ditador que faz juz ao papel que lhe colocaram, mas traz mais terror quando abre a boca para ameaçar a todos porque precisa da criatura para manter o emprego, quando anda por ai com um dedo podre, e principalmente, assim como Hawkins, porque também tem uma expressão facial digna de qualquer bom vilão.

Imagem relacionada

"A forma da água" é uma fábula: uma fábula sobre o amor independente de qualquer coisa, uma fábula sobre amizade, sobre o governo e o mundo político nos anos 60, sobre se redescobrir, se reinventar e sobre lealdade. Juntando todas essas mágicas dinâmicas e uma direção bem potente, o filme concorreu a 13 estatuetas do Oscar e levou quatro: Melhor Direção de Arte, Melhor Diretor, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Filme. A trilha sonora, inclusive, tem uma música de Carmen Miranda. A fotografia do filme nos remete bem à época retratada e os figurinos estão incríveis. Fica a dica e a certeza de que os mais sensíveis se emocionarão! 

Data de lançamento 1 de fevereiro de 2018 (2h 03min)
Direção: Guillermo del Toro
Elenco: Sally Hawkins, Michael Shannon, Richard Jenkins mais
Gêneros Fantasia, Drama, Romance
Nacionalidade EUA

  • Share:

You Might Also Like

8 Comentários

  1. Oi Ju!
    Estou doida pra ver o filme já que não vou conseguir ler o livro por hora...
    Fiquei bastante curiosa pra conhecer a história, e pelo que venho acompanhando é bom e espero ver em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. A primeira vez que assistir o trailer desse filme não me interessei nada por ele, sei lá achei meio estranho e ainda não é o tipo de filme que gosto...então não quis ir ver.
    Só que depois ele vencer a quatro categorias do Oscar então foi ai que fiquei curiosa pra assistir ele, porque gente pra ganhar 4 Oscar o filme tem que ser bom mesmo né? kkk

    ResponderExcluir
  3. Estou com o livro para ler, queria poder fazer antes de ver o filme.
    Mas estou louca para ver o filme, a trama parece ser ótima e quero ver se condiz com as categorias ganhas!

    beijos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não consegui ver o filme <3

    ResponderExcluir
  6. Quero ler o livro antes, mas nem este comprei ainda ahaha quero muito, foi uma das obras que atraíram a minha atenção, vou dar uma olhada com certeza.

    (meus comentários estavam cortando)

    ResponderExcluir
  7. Eu adorei esse filme e eu tô muito ansiosa em ver como ficou adaptação literária desse filme achei a história bem fofa tocante delicada e também fiquei muito feliz em ver que o filme ganhou quatro estatuetas do Oscar

    ResponderExcluir
  8. Olá, estou morrendo de vontade de conferir o longa, que fascina tanto em fotografia quanto em elenco. Também tenho vontade de ler a obra que deu origem ao filme. Espero fazê-lo em breve. Beijos.

    ResponderExcluir