Oláá! Todos que me acompanham sabem que sou formada em Espanhol e louca por algumas coisas da cultura hispânica. Claro que com o fenômeno RBD não foi diferente. Aliás, fã de novelas mexicanas, antes do mundo descobrir lá estava eu em frente a TV. Quando foi anunciado em 2008 que uma das integrantes da banda, a Dulce Maria minha preferida estava lançando um livro, mesmo com todo amor do mundo eu desconfiei. Não pensem que só por ser fã eu fui correndo ler. Tive medo de me decepcionar, de ser algo midiático... pois bem, na última Bienal comprei o meu exemplar de "Dulce Amargo" e vim contar para vocês minhas impressões. Vamos lá:

Título Original: Dulce Amargo - Recuerdos de una adolescente.
Autora: Dulce Maria Espinosa Saviñón 
Editora: Universo dos livros.
Páginas: 160.
I.S.B.N. 9788579308406
Compare e compre: Buscapé


Neste livro, a cantora mexicana Dulce María abre o coração para compartilhar suas composições com os fãs e traz à tona uma série de recordações. Dulce María obteve fama mundial com a novela Rebelde (2004), ao interpretar a indomável Roberta Pardo. De visibilidade internacional, participou também da banda RBD, até seu término, em 2008. Agora ela volta trazendo aos leitores os escritos de seu passado, expressando sentimentos conflituosos e dividindo pensamentos sonhadores com os fãs.




É sempre bom nos surpreendermos com alguma obra, quando é com alguém que gostamos então, melhor ainda. Dulce Maria expressa através de poemas todo o seu íntimo, abrindo o coração através da escrita. Além disso, a edição conta com ilustrações lindas feita pela mesma, que dão todo o tom intimista que a obra carrega. São compilados, pensamentos e me arrisco até dizer desejos, pois em algumas das frases ela fala sobre o futuro. Mesmo para quem julga "conhecer" a cantora e atriz, ao abrir as páginas, se surpreende e encontra outra Dulce ali. Alguém por trás da fama, com sentimentos que poderiam ser nossos ou de nossas amigas. É como se ela abrisse uma carta de "Ei, você, eu também já passei por um término, uma traição e doeu."


No fim das contas, a nossa presença neste mundo é só de passagem. A única coisa que eu sei que vai ficar quando a gente for embora será aquilo que fizemos por amor, os corações atingidos por nós e as vidas que tocamos.

O tema amor é um dos mais destacados da obra, mas há também outros pontos que, cuidadosamente, ela explora. O fato de ser famosa e ninguém ouvir o grito da sua alma, ou de não saber quem é no mundo. É realmente como se você estivesse conversando com uma amiga com quem se identifica. Sabem aquelas conversas que não vemos a hora passar? Assim é com "Dulce Amargo". Não sentimos as páginas acabarem e quando nos damos conta, já estamos ao final, que conta com impressões dos leitores de todo o mundo.






Hoje me sinto plena, forte e contente com tudo que sou. Hoje não preciso que você me diga que está tudo bem. Hoje sei quem sou...



A Universo dos Livros fez um excelente trabalho. A capa está a cara da autora, a diagramação muito boa e as ilustrações bem fiéis. Dulce Maria tem métrica, escrita fluída, um bom vocabulário e, acima de tudo, amor pelas palavras. Ela brinca ao demonstrar seus sentimentos e criar poemas que mexem com qualquer um. Amor, vida, passado, futuro, solidão, frustração, injustiça, traição, sociedade e adversidade são coisas que pelo menos uma vez nós pensamos. Recomendo e muito!


PS: Não poderia deixar de colocar a foto da Bienal. A editora montou um estande incrível!


18 Comentarios

  1. Fiquei querendo o livro Ju!!!!!!!!! *----*
    Que lindo, parece uma leitura deliciosa, quase chorei aqui com sua resenha!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Juuh. É uma sensação ótima mesmo quando pegamos um livro de uma pessoa famosa e nos deparamos com uma escrita impecável, uma obra além dos processos da mídia. Eu gosto bastante da Dulce Maria, mas nunca um dos maiores fãs. Gostei bastante de Dulce Amargo e os temas abordados foram bem colocados. A edição está linda!

    ResponderExcluir
  3. Ju, concordo plenamente com a sensação de alívio ao pegarmos uma biografia que não seja fútil, isso aconteceu comigo com o livro da Kéfera, eu sempre acompanhei o canal dela, mas me desanimei e cheguei a acreditar que o livro conteria um toque de futilidade, mas as experiências contadas são bem escritas e ela não abandona o seu humor natural, claro tem algumas partes desnecessárias, mas o livro mereceu 5 estrelas. Enfim, Dulce Amargo sempre foi uma das minhas favoritas do RBD, perdendo apenas para a Maitê, o seu livro me surpreendeu bastante com as histórias contadas por ela, o “grito da alma”, a fama e outros aspectos invisíveis para os olhos da mídia e dos fãs. Gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que ela é boa? rs
      Normal esse preconceito que temos, mas quando nos surpreendemos é bom demais né?

      Excluir
  4. Ju, amei a resenha!
    Quando conheci Dulce Maria na novela, fiquei completamente apaixonada. E mesmo depois que tudo acabou, tanto a novela quando a banda, eu continuei aqui encantada por sua voz, beleza e o amor que tem em cantar. Conheço pouco de sua vida fora dos palcos, mas ver este livro que até então não sabia de sua existência, mostrando uma parte de sua vida que poucos conhecem, muito me instigou a procurar para ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ale! Também fiquei encantada com ela desde o comecinho. Que pena que não sabia, agora já sabe e pode dar uma pesquisada para se apaixonar mais ainda.
      Beijos

      Excluir
  5. Oii Ju, noosssa que lindooooo esse livro, ameeei a página!!
    Então, amoooo novelas mexicanas, porém, na época de RBD eu estava estudndo muitoooooooo e a tarde ainda, então não assistia nada. Lembro que minhas vizinhas corriam da escola pra casa pra poder assistir, mas eu ia comer e dormir kkkkkkkk
    Quando o livro foi lançando fiquei curiosa para ler também,mas não comprei porque achei que era mais sobre carreira, vida de atriz e eu nem conheço a Dulce atuando. Agora depois de ler sua resenha, to pensando seriamente, rs, em ler ele, parece ser bem profundo e legal, como o da Demi Lovato.
    bjãooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu corria! kkkkkkkk
      Não li o da Demi, mas sei que é da mesma editora.
      Bjs

      Excluir
  6. O livro é realmente lindo,não tenho interesse em ler mas dá até vontade de comprar só para deixar de enfeite na estante, gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  7. Eu também era super fã de RBD, daquelas que tinha pôster na parede do quarto e tudo... hahha... Eu gostava muito da Roberta, ela era minha preferida também (pena que fisicamente eu sempre tinha que me contentar com a Lupita... haudhauhduah). Eu não sabia da existência deste livro, não sei se chegarei a lê-lo, mas confesso que gostei muito do temas abordados no livro e também das ilustrações, não sabia que ela tinha mais estes dois talentos.... Lendo sua resenha tive saudade da adolescência... "ô tempinho bom"...rs... Amei a resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom mesmo né May?DISSE TUDO AGORA, VOCÊ é a LUPITA *-* HAHAHAHA
      Bjs

      Excluir
  8. Oi, amei a resenha!!! O livro deve ser realmente fantástico além de lindo... Fiquei encantada por ele... Beijinhos...

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Gostei bastante da resenha esse livro realmente me surpreendeu já tinha visto ele antes, mas não sabia da profundida dos sentimentos que a Dulce colocou ali dentro, parece ser um livro lindo !!

    ResponderExcluir