Hi people! Mais uma resenha literária hoje e mais um livro da Sarah Jio. 

Título: O Bangalô
Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 320
Data de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé


Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos. No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso. O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas… Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história. A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

A obra traz a história de Anne Calloway, que se apresenta como uma senhora já de certa idade, conversando com a sua neta. Ela conta como em 1942, passou pelos dias de guerra na ilha de Bora Bora, por conta de uma mensagem que recebeu naquela época. Em seguida, somos teletransportados para o ano em questão. Anne é jovem e linda, noiva e trabalha como enfermeira. Ela tem a melhor amiga, Kitty, que é uma das personagens mais legais da história e a que da o pontapé para tudo. Na festa de noivado de Anne, Kitty anuncia que vai servir na guerra e Anne sente que não pode deixar a amiga partir sozinha.



Kitty e Anne passam então, por muitas situações. Anne sempre reservada por ser comprometida, pensa bastante em suas ações. Então, a jovem conhece o soldado Westry, ela se aproxima dele em uma visita a praia e ele a apresenta a Anne um lugar mágico: Um Bangalô. Escondido e com uma vista perfeita, passa a ser o refúgio dos dois. Era a casa de um artista que não se sabia ao certo quem.
Acontece que o lugar possui uma fama ruim: Todos que entram naquele bangalô sofrerão com o coração partido. Há muitos mistérios que, aos poucos, eu fui sacando. Será que Anne escolheria certo o seu destino?

- É um mundo louco lá fora, Anne. Guerra. Mentiras. Traição. Tristeza. Tudo ao nosso redor. – Ele pegou meu rosto entre as mãos. – Da próxima vez que se preocupar que eu esteja me distanciando, venha aqui. Venha ao bangalô e sentirá o meu amor.” (Pág. 146)



Através da narração em primeira pessoa, mergulhamos na história, conhecendo a vida de Anne antes de se alistar, os motivos de sua escolha e, finalmente, o período de quase um ano em que lá viveu. Somente nos últimos capítulos retornamos ao presente, quase 70 anos depois. Sarah Jio já provou em outras obras, como Neve na Primavera que eu resenhei aqui. que é mestre na narração intercalada, mesclando passado e presente com muita qualidade. A guerra é só o pano de fundo para uma história sobre crescimento pessoal, amor, amizade e muito mistério.

 Besos!  





10 Comentarios

  1. Oi, Ju! Fiquei super curioso com o desfecho desta história, sim. Eu não imaginava que O Bangalô fosse narrar duas amigas alistadas como soldados para uma guerra. Com certeza o começo da trama não me agradou em nada, mas o desenvolver se tornou surpreendente, desejo muito esta leitura.

    ResponderExcluir
  2. Meus olhos sempre detectavam O Bangalô como um simples romance de época. Mas, a minha dedução estava totalmente equivocada, fiquei surpreso com tanta originalidade e ousadia da autora em implementar na história soldados-mulheres, o que não é muito comum. Com certeza renderá uma boa história.

    ResponderExcluir
  3. Oii Juu, parece ser bem legal e fofo.
    Amooooooo livros sobre guerras, porém, fiquei com o pé atrás porque pode ter traição, e detesto livros com traição,por mais que queiram nos ensinar, e tal, aiiii não consigo ler.
    Mas acho que esse daria uma chance, sim.
    bjãoooo

    ResponderExcluir
  4. Oi...
    Já havia ouvido falar muito bem desse livro... E após ler a resenha fiquei com mais vontade ainda de lê-lo... Vai entrar pra minha lista com certeza... Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Ju, algo na capa e no título do livro me fazem imaginar que ele é mesmo um belo livro. Sua resenha veio pra ser mais um elemento que confirma a minha teoria. Romances que tem como pano de fundo guerras são sempre emocionantes e tocantes.
    Já está na minha lista de desejados!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da premissa do livro, do tempo em que a história se passa e também da autora intercalar o presente com o passado. Fiquei curiosa para saber qual destino Anne escolherá. Pela sua resenha percebi que foi uma leitura prazerosa e que ela traz uma reflexão sobre a vida. Gostei muito da resenha e fiquei muito interessada em conferir os detalhes desta história.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Livros se passa em uma ilha paradisíaca na década de 40? Preciso urgentemente ler! Adorei a resenha e confesso que se não fosse por ela eu não me interessaria pelo livro.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Quando vi esse livro no lançamentos não me interessei muito mas lendo a resenha gostei muito dessa historia da Sarah Jio e fiquei muito curiosa para descobrir o que ira acontecer com o casal !!

    ResponderExcluir
  9. Oi gente! É uma leitura que causa muitas sensações. Beijos em todos!

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem?

    A cada resenha nova que leio deste livro, mais eu fico babando nele. Estou louca para conhecer a história, a capa e a premissa me atraem muito. Parabéns pela bela resenha!

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir