Primeira resenha literária do ano e um dos últimos lançamentos da Editora Novo Conceito, "Esperando por Doggo" é uma fofura. E como bem diz a sinopse, não é só mais um livro sobre cachorros, é uma história de uma amizade sincera.

Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2015
Gênero: Ficção Inglesa
Título Original: Waiting For Doggo
Páginas: 224
ISBN: 978-85-8163-809-6
Compare e compre: Buscapé

Sinopse: Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan. Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.

Primeiramente, devo dizer que a história não é somente sobre Doggo e Daniel. Ao longo da narrativa em primeira pessoa, vamos conhecendo mais a fundo alguns dos personagens e alguns mistérios que surgem. Quando a carta de Clara inicia a história, eu quase acreditei que Dan fosse frio como ela cita, e pela escrita da personagem e o tal apego por anjos, me pareceu que ele deixou escapar uma mulher incrível. Mas bastou mais 10 páginas para eu perceber que estava errada. Clara é que era impulsiva, para não dizer louca. Daniel teve lá seus erros, mas se mostrou um homem de caráter. Tudo começa quando ela o abandona e deixa com ele a missão de devolver o cachorro ao canil. Dan logo desiste, porque a regra da casa é castrar o animal. E resolve ficar com o dog "mais feio" que alguém já viu. Dá pena quando um homem até o chama de "Quasímodo".


"Mas não, Doggo desafia qualquer tipo de categorização básica.  Ele parece um cachorro que se ralou em uma parede e depois decidiu não ter cirurgia reparadora. O contorno caído e sonolento dos olhos dele me faz lembrar um bassé, mas os olhos propriamente ditos são animados e alertas." (Pág. 28)

 Ao mesmo tempo, Daniel vai fazer uma entrevista, seu antigo parceiro, Gordo do Trev teve um colapso e ele anda em busca de um novo parceiro. Dan logo se dá bem pelas suas falas articuladas e convence Ralph e Tristan. Ele passa a trabalhar com a ex- recepcionista da empresa, Edith que prefere ser chamada de Edie. Tudo vai bem, enquanto ele tenta esquecer a Clara, acaba dormindo com a irmã dela, Polly. Achei essa parte mal resolvida. Polly aparece na história e desaparece muito rápido. Que não incluíssem mensagens de texto entre os dois e não a mostrassem tão interessada. O apático Doggo também vai bem na empresa. Ele passa a entregar cartas e é querido por todos, exceto por Megan. Porque claro, em uma empresa de publicidade sempre rola uma disputa.



"Eu o trouxe aqui para esticar as pernas, para ele correr de verdade, livre, desde que Clara foi embora. Mas ele não está nem aí. Sim, ele corre para enterrar o nariz em uma árvore de vez em quando, mas sempre fica de olho em mim. " (Pág. 58)

Conhecemos alguns amigos de Dan e sua irmã Emma. Mas uma reviravolta na história acontece quando ao visitar seu avô no asilo ele tem uma revelação sobre não ser filho do pai que ele tem. Sério, eu consegui rir da cena mesmo o alzaheimer sendo muito triste. Dan precisa lidar com essa "novidade" também, ao mesmo tempo que os sentimentos por Edie ficam meio confusos. Tirando o fato de que ela está dormindo com um dos chefes casado. Esse ponto da história ficou sem um desfecho para mim. Tristan "sai" da jogada muito fácil, e olha que rolam ameaças... Tirando as ressalvas, "Esperando por Doggo" é uma história sobre um cachorro feio apaixonado pela Jennifer Aniston amei isso, cachorro esperto hahaha que é acolhido por um homem abandonado e que é muito leal a seus donos (digo isso porque o desfecho de onde ele veio é fofo demais). Uma leitura leve, sem muitas complicações no enredo, mas que cumpre o papel de entreter. Recomendo!


PS: Pais da Edie loucos porém fofos.

PS2: Eu estou sem cachorro no momento, se não rolaria altas fotos com o livro :/

PS3: É aquele tipo de livro que o nome aparece em algum momento da obra, mas eu curti a forma como aconteceu.

Besos!




9 Comentarios

  1. Ju, desde que vi o lançamento de Esperando por Doggo, estava doida para ler uma resenha. Logo imaginei que se tratava de mais um drama, mas para minha surpresa nos mostra uma estória descontraída, especialmente por ter um cachorrinho feio (tadinho) apaixonado por Jennifer Aniston kkk! Adorei! ;D
    Enfim, já estava querendo este livro, agora quero ainda mais.

    ResponderExcluir
  2. Estou louca por este livro, gostei da forma como o cão é apresentando, não é o mais bonitinho e fofinho, ele é feio mas é apaixonante...rs... Gostei também dos personagens secundários serem bem ativos na narrativas. Enfim, quero logo este livro...rs... Gostei da sua resenha só me deixou com ainda mais vontade de conferir a leitura.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Juh! Esperando Por Doggo não despertou minha atenção desde o seu lançamento. Agora, com sua resenha, confirmei minhas suspeitas e descobri que este livro não é para mim. Gosto de filmes com cachorros, mas este animalzinho presente em livros quase sempre não me satisfaz. Toda a história e a mescla de personagens constantemente me deixaram confuso e sem saber sobre o ponto principal da história. Não curti.

    ResponderExcluir
  4. Meu pensamento ao ver este livro foi o mesmo de sempre "Mais um livro de drama sobre cachorro.", mas a surpresa foi maior quando a lealdade do humano ao animal foi posto a prova. Esperando Por Doggo não me animou e nem me deixou com uma grande ansiedade para a leitura, mas todo esse conforto e identidade da escrita me deixou com uma curiosidade sobre o livro. Gostei!

    ResponderExcluir
  5. Olá.... Já tinha ouvido falar desse livro e me interessei desde o início... Depois de ler sua resenha fiquei mais encantada ainda... Vou precisar ler esse livro em breve... Beijinhos...

    ResponderExcluir
  6. Conheci o livro atraves dos lançamentos do mês mas confesso que não me chamou atenção, embora tenha um enredo bem positivo, não é o tipo de leitura que me agrada.

    ResponderExcluir
  7. Não curti muito, não, parece ser meio mal desenvolvido e sem muitas emoções palpáveis, sabe, parece ter muitos atritos e tal para encher linguiça kkkkkkkk
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros que envolve animais, fiquei curiosa em ler, mesmo ja ter lido resenhas que não falam muito bem da historia.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Faz um tempo que vi esse livro no lançamento, mas não me interessei muito e lendo a resenha gostei do livro e pareceu uma linda historia de amizade do Dan e do Doggo e gostei de não ser um drama mas parece até uma historia divertida, mas vi que não é um livro que iria gostar !!

    ResponderExcluir