Só assisti esse filme dois meses de estreia, quando minha cidade resolveu liberar! Menos mal né, achei que não ia sair nunca aqui. Enfim, a resenha de hoje será curta, apenas para dizer minha impressões sobre o filme e as diferenças com o livro.



Vou começar dizendo que eu gostei do filme, conforme tinha falado na resenha do livro, achei que a narrativa "presente X passado" tinha ficado bem estruturada. Acredito que no filme ficou muito mais nítido o que a autora quis contar com os flashback da vida de Mia. A história dela e da família, do amor de Adam e o seu desespero quando vê tudo ir por água abaixo é de cortar o coração. Os momentos que fiquei mais emocionada foram nesses flashs da família e nos momentos que Mia estava sozinha e desamparada tentando decidir 'se vai ou fica'.



Porém, acredito que como toda adaptação muitas coisas foram alteradas e outras não foram exibidas., senti falta de algumas partes, como por exemplo os diálogos com a avó (que era alguém muito marcante na vida de Mia), a conversa de Kim quando está na capela da igreja e principalmente a forma como Adam faz de tudo para ver a Mia no momento que sabe do acidente. A parte que ele chama a banda e mais algumas pessoas e fazem um circo no hospital, tudo para ele conseguir vê-la, essa parte eu senti falta no filme, teria ficado uma cena bem bacana. 

O amor e o relacionamento de Mia e Adam é tão intenso e arrasador que quando acontece qualquer briga entre eles você sente. Você que está na cadeira percebe a dor dos atores e a situação aflige o ânimo de qualquer um que esteja assistindo. 
Você é a mesma pessoa por quem me apaixonei ontem. A mesma por quem estarei apaixonado amanhã. 
O livro em si não aprofunda o assunto de pós morte nem nada, eu não esperava que fosse assim, mas ao ver as críticas negativas do filme fiquei meio chateada. Esse povo parece que só assiste o filme para falar mal. Se você leu a sinopse e não interessou, parte para outra, assiste outro filme. 

Concluindo... Eu esperava mais, algo na altura de A Culpa é das Estrelas, confesso. Mas Se eu Ficar não me decepcionou como adaptação. Minhas expectativas eram altas, bem altas, não o filme como um todo não me decepcionou. Gostei de assisti.

Eu chorei? Claro que chorei e muito! Saí do cinema com a cara toda vermelha e inchada. Chorei principalmente no discurso do avô de Mia quando eles estão no hospital. Como na minha mente eu tinha tudo detalhado, foi mais triste ouvir e ver aquela cena.


Quero que você viva. Quero isso mais do que tudo no mundo. Quero que lute com todas suas forças para ficar conosco. Mas agora que todos se foram, pode não ser o que você quer. Pode ser difícil demais para você continuar lutando. Então, se você quiser ir, quero que saiba que tudo bem. Sem problema. Eu entendo.
Título Original: If I Stay
Gênero: Drama
Ano: 2014
Distribuidor: Warner Bros
Filmow
Já assistiram ao filme o leram o livro? Choraram muito, rs? 
Conta pra mim, mas sem spoilers ein! ;)


7 Comentarios

  1. Olá Rosana,
    Gostei bastante da sua opinião sobre o filme e concordo contigo, se não se interessou pela sinopse, parta para outra.
    Eu tive a oportunidade de ler o livro e ele, infelizmente, não me conquistou nenhum pouco. Veja, eu acho que a autora tinha uma história muito, muito boa nas mãos, mas ela não soube trabalhar isso direito. A Mia deveria ser mais bem trabalhada e o enfoque deveria ser os prós e contras de ficar, mas não consegui notar isso no livro. Já o segundo volume, Para Onde ela Foi, me conquistou um pouco mais.
    Quero assistir o filme para ver como ficou no quesito adaptação e acho que vou chorar no filme :/
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Oiee.

    Não li os livros e nem vi o filme, e ainda não sei se fareu ambos, porque nem sempre vejo falando bem das obras. É uma pena a trama não conquistar muito, pois pelo visto tem grande potencial


    Beijos
    http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi!!!
    Eu estava super afim de assistir ao filme então resolvi ler o livro primeiro e amei tanto o livro que não quis mais assistir nada. rsrsrs
    É uma história linda mesmo!! Eu chorei horrores lendo.Li sua resenha para pegar essa comparação de coisas que faltaram ou foram adicionadas. Eu preferi ficar apenas com o livro porque achei muito lindo e o filme me pareceu mais uma história de amor do que uma história sobre a perda.
    Que bom que você gostou de ambos ^^
    Beijos!!!
    Quer falar de livros?

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o livro mas já assisti o filme.... chorei sim e chorei muito. Pelos comentários que ouvia do filme e livro eu esperava um pouco mais, mas não fui decepcionada não, gostei muito do filme e como já disse, chorei muito. Gostei dos seus comentários sobre o filme, principalmente sobre esse pessoal que só sabe falar mal das coisas, tenho muita raiva disso, o povo não sabe a diferença entre opinião e se desfazer do trabalho e gosto dos outros. Enfim, ótima dica!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá Rosana, assim que o livro foi lançado corri e comprei logo o meu, porém demorei muito tempo para começar a lê-lo, e quando realmente decidi ler, tive que abandoná-lo, não estava conseguindo continuar a leitura, espero poder voltar em breve, quanto ao filme quero esperar para ler primeiro para depois assistir, espero conseguir aguentar tanto tempo.

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca li e nem assisti Se Eu Ficar, mas confesso que já vi MUITOS comentários ruins sobre ambos :I Como eu não curto muito livros nesse estilo, isso acaba sendo mais um motivo para eu ainda não ter lido. Sobre o filme, eu achei bem interessante. Adorei saber que o filme é emocionante, pois aí que vemos que a história funcionou! Espero lê-lo e assisti-lo algum dia!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Rosana. Ainda não acompanhei a série cinematográfica, pois ainda não li o livro. Mas, me interessa muito esse enredo construído no passado e o presente e, também, a indecisão de ir ou ficar. Os livros receberam altos elogios e não vejo a hora de lê-los e, em seguida, acompanhá-los pelos televisores. Uma pena que algumas mudanças radicalizaram comparado ao livro.

    ResponderExcluir