Olááá!  Hoje é dia de resenha literária e da editora parceira, Novo Conceito. "Tocando as estrelas" foi minha leitura de férias de julho e é muito mais profundo do que aparenta, tem uma linguagem fácil além de nos colocar por dentro do mundo por trás das câmeras. Vamos lá?

Autora: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 224
I.S.B.N. 9788581637334



Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagens no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

 Em primeiro lugar, tenho que destacar o trabalho feito pela editora. A capa e diagramação do livro estão perfeitas, os capítulos são curtos e possuem aquelas luzes de cinema para dar um toque. Como segundo ponto, eu não conhecia a Vanessa e nem a obra e já fui pesquisar, descobrindo que esse livro é a primeira parte de uma série o que explica muita coisa. Pois bem, começamos a narração em primeira pessoa de Paige, que é aspirante a atriz. Quando vê a oportunidade para testes de uma trilogia de livros que sua melhor amiga, Cassandra, ama, Paige cria coragem e vai fazer. Além da Cassandra, a jovem tem como amigo o Jake, e eu jurei que ele que fincaria o pé na outra parte do triângulo. Me enganei.

Capa do Segundo livro.

PG consegue vencer as outras candidatas e parte para as gravações. Ela fica próxima de como a sinopse descreve, "um dos homens mais sexies do planeta",  o Rainer Duvon. Os dois contracenam bem, apesar de não ser "perfeito" pois Paige tem muita dificuldade com as gritarias do diretor. Como um bom amigo, está sempre a acalmando. Só que no livro, há um triângulo amoroso. Falta um personagem e o escalado para o papel é Jordan Wilter, inimigo número 1 de Rainer. E aí vocês já podem imaginar, Paige se vê próxima dos dois e em um dilema.

"As pessoas sempre dizem que há milhões de maneiras de resolver um problema, que não existe resposta simples para uma pergunta. Não é verdade. Existem apenas duas vias a serem seguidas a qualquer instante. A via que leva você para alguma coisa - estrelato, amor, desastre - e aquela que afasta você de tudo isso. A todo momento, a qualquer instante, você precisa fazer o melhor que pode para saber qual é qual."



Além disso, ela sente falta de casa e dos seus amigos, que inclusive vão visitá-la com uma novidade que ela não aceita bem. Jake e Cassandra acabam se afastando, e é nesse momento que vemos a personagem mais perdida ainda. Gostei muito das situações que permeiam a vida dos atores, tanto nas gravações detalhadas pela garota, quanto nas fotos e entrevistas. Rebecca conseguiu exprimir muito bem o que "rola" por trás das câmeras. O lugar escolhido para as locações, o Havaí, levantou curiosidade. Não só pelas praias, mas também pelos lugares contidos no roteiro que ela ganha de Cassandra. O livro que fala de uma adaptação literária em filme daria um ótimo filme rs.
Passei dezessete anos sem nenhum namorado, sem nada além de uma paixonite, e agora eles são dois. Dois caras tão diferentes, como se fossem de espécies distintas, e , ainda assim, o jeito como eu me sinto perto deles...Nunca pensei que alguém pudesse ter sentimentos por duas pessoas ao mesmo tempo. Parece ridículo. Cassandra se apaixonava constantemente, e eu sempre a chamei de volúvel. Mas agora é como se, dentro de mim, Jordan e Rainer estivessem disputando um lugar no meu coração. E eu não sei por quem torcer, porque, se eu pensar em um, sinto que estou traindo o outro. (Página 193)

Sobre o triângulo, em nenhum momento consegui me decidir. Achei que ela trabalhou ambas as relações bem, embora o relacionamento com o tenha sido mais explorado. O que me pareceu é que com Jordan foi aquela "paixão" que arrebata mesmo sem conhecer, então não precisou de muito desenvolvimento, apesar dos diálogos entre os dois serem bem profundos. Também ressalto que os dois rapazes são ótimos. Mesmo com o mistério que cerca a inimizade (que ao final é revelado) fica claro que eles têm estilos e jeitos diferentes, mas um bom coração.

"Mas saber o que é certo não torna uma decisão mais fácil. É uma escolha. E, assim que você faz uma, desiste das outras."

Para as românticas de plantão ou fanáticas por um bom triângulo, "Tocando as estrelas" é um prato cheio.


Essa leitura faz parte do projeto #EuLi de Junho, no item "Ler um livro que faça parte de uma trilogia ou duologia". Para saber mais, só clicar aqui.


16 Comentarios

  1. Oi, tudo bem?
    Eu acho a capa desse livro bem bonita, mas não me chama muito a atenção. Eu meio que to saturada de triângulos amorosos e prefiro fantasia e sci fi :( Mas espero que quem goste, aproveite a leitura!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju!
    Eu fujo de triangulos, KKKKKKKKK. Não ando com paciencia para esse tipo de romance, mas minha colunista leu e gostou muito do livro, assim como você. Nada muito exagerado, mas gostou. Pelo fato do triangulo, eu prefiro passar dessa vez.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Juliana!
    Parece ser uma história bacaninha...
    Faz tempo que não leio nada com triângulo amoroso... Uma vez comentaram no meu blog que não gostava de triângulos amorosos.. Eu sinceramente acho que se ele for bem trabalhado pode nos dar as melhores histórias...

    Valeu pela indicação
    escrevasuavida.com

    ResponderExcluir
  4. Acredita que eu odeio quando tem um triângulo amoroso? Não gosto disso, porque eu tenho a impressão de que a personagem não se decide hsuahusa Mas, vendo sua resenha, vi que o livro vale a pena ser lido, quem sabe eu não lerei em breve? Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente amo romance, confesso que gosto mais quando é só o casal contra o mundo....hehehe... mas também curto um triângulo amoroso. Gostei da história e fiquei curiosa para conferir. Achei legal a ideia da personagem principal, a mocinha, ser um aspirante a atriz. Enfim, amei a dica e a resenha, a foto do livro foi bem criativa, gostei muito... =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá. Resenha bacana, mas não faz parte da minha área literária. Ultimamente tenho expandido bastante mas para ler romances ainda não rola. Mas adorei a resenha e a capa é bonita mesmo.
    Abraços

    http://clicheimperial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Não é o tipo de livro que me atrai muito, mas acho que a leitura pode ser gostosinha, acho que é o tipo de livro que vou ler sem expectativas e que dificilmente me conquista, apesar de sua resenha ser positiva, no momento, deixo a indicação passar.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Ouvi romântica de plantão aqui? rsrs
    Amo um bom triângulo amoroso é ja quero ler.
    Gosto de livros com capítulos curtos, pq quando vai ver já acabou o livro
    Não sabia que era uma série :o
    Acho que vou esperar um pouquinho até sair mais alguns
    Adorei sua resenha e fotos bjs

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não sabia que era série :o
    Mas continuo com a mesma impressão, não me chama atenção nenhuma e parece uma livro sei lá, parece ser leve, mas não...
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olha tem vários livros da Novo Conceito que ainda preciso ler.
    Porque a maioria foram resenhados pelas minhas colaboradoras
    e estou bastante curiosa para ler alguns dos lançamentos, até porque sou extremamente fan da editora.
    O problema é que o tempo tá me consumindo e tá passando tão rápido né?
    Mas mesmo assim tenho que confessar que gostei muito de tudo que você falou do livro. Até porque é um gênero que eu acho que vou amar. Eu gosto desse tipo de livro onde envolve ator que se envolve com uma pessoa e tudo mais. Eu acho meio clichê, mas eu gosto hehehehehe

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-voz-do-arqueiro.html

    ResponderExcluir
  11. Eu n gostei muito desse livro, acho q a autora colocar um trinangulo amoroso destruiu a historia para mim :'(
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  12. Juuh, esse livro me encantou bastante, primeiramente a capa me trouxe lembranças incríveis de minha infância, muito bem trabalhada e concluída. Já a estória me agradou mais ainda, Tocando as estrelas foi bem feliz em narrar um fato que envolve o ensino médio e celebridade, amo tudo isso.

    ResponderExcluir
  13. Tocando as estrelas foi um livro que li super rápido, acabei indignado com o final porém aguardo ansioso pela continuação da série/trilogia, não sei exatamente quantos livros faltam, o que sei é que quero ler o mais rápido possível, porque vale muitoooo a pena

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Quando vi que esse livro seria lançado eu fiquei interessada em ler, mas depois de algumas resenhas dizendo que o livro é regular eu fiquei desanimada.
    A história me pareceu legalzinha, mas não leria nesse momento.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oii,
    Sempre fiquei babando nesse livro nas livrarias e sua resenha me deu certeza que preciso ler ele logo!!
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  16. Eu gostei bastante desse livro e concordo que a autora desenvolveu bem o triângulo deixando a gente bem indecisa em relação para que personagem devemos torcer.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir